Destaques

14h40

Localizado na Federação, estrutura alia tradição secular e modernidade

Compartilhe
Tamanho do Texto

O Cemitério do Campo Santo, fundado em 1836, passa por grande fase de expansão e revitalização de seus mais de 62 mil m². Entre os projetos, estão a construção de novos carneiros e ossuários, modernização de estruturas e melhor sinalização das áreas. Isso sem falar no Programa Campo Santo, que oferece a população toda assistência necessária para os momentos mais difíceis.

Aliando tradição e modernidade, o Cemitério Campo Santo é um dos cemitérios mais conhecidos e antigos de Salvador. Gerenciado pela Santa Casa da Bahia desde 1839, passou por forte resistência da população, que não aceitava sepultamentos ao ar livre e, por conta disso, só iniciou suas atividades em 1844. Naquela época, os sepultamentos ocorriam nas igrejas. Só eram enterrados “ao ar livre” escravos, presidiários e indigentes. Foi com o prestígio e a credibilidade da Santa Casa que as pessoas passassem a aceitar os enterros em áreas externas.

O que pouca gente sabe também é que toda renda do Cemitério Campo Santo é revertida para a manutenção das atividades sociais da Santa Casa da Bahia, que atendem continuamente cerca de duas mil pessoas, através de Centros de Educação Infantil, cursos de capacitação, projetos de promoção social e iniciativas de apoio à cidadania. Por isso, dizem que é o local onde “a morte gera vida”.

Compartilhe
Tamanho do Texto
Deixe seu comentário
Circuito Cultural

O monumental Campo Santo é um dos mais antigos cemitérios de Salvador e considerado um verdadeiro museu a céu aberto, dada a riqueza e quantidade de manifestações artísticas expostas nos túmulos. A visitação a este "circuito cultural" pode ser acompanhada de um guia ou realizada de forma independente.

Cemitério Campo Santo
2016 - 2018. Cemitério Campo Santo. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital