Destaques

14h09

Moradas eternas, cemitérios também são fontes de cultura

Compartilhe
Tamanho do Texto
Moradas eternas, cemitérios também são fontes de cultura

Comum em roteiros de viagens internacionais, em cidades como Buenos Aires e Paris, o turismo cemiterial também conta com representantes no Brasil, um deles localizado em Salvador. A cidade que atrai turistas de todo o mundo por suas tradicionais basílicas, a arquitetura colonial, a beleza das praias e a culinária também tem como uma de suas riquezas as manifestações artísticas presentes nos túmulos do Cemitério Campo Santo.

Primeiro a realizar enterros de famílias tradicionais baianas a céu aberto, em 1840, o Campo Santo carrega em campas e mausoléus dos séculos XIX e XX peças repletas de simbologia. Naquela época, era comum registrar em sepulturas o significado da perda de um ente querido, de maneira a revelar algo sobre o falecido, como o papel que ele exercia no clã familiar ou sua crença religiosa.

O costume repetido ao longo dos séculos, com esculturas confeccionadas nos estilos renascentista, barroco, gótico, moderno e contemporâneo, transformou o cemitério em um museu a céu aberto e motivou a Santa Casa da Bahia a criar, em 2007, o Circuito Cultural do Campo Santo. Mais de 200 obras catalogadas, localizadas em sete quadras em volta da Capela, formam o projeto.

“Antes eu tinha medo de estar em cemitérios, e rompi barreiras preconceituosas vindo aqui hoje. Foi uma tarde de muitos aprendizados, uma experiência bastante enriquecedora”, afirmou a estudante de Serviço Social Paloma de Sousa durante visita no mês de novembro.

O grande destaque do acervo é a Estátua da Fé, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1936. Ela foi esculpida em um único bloco de mármore de Carrara, em 1865, pelo alemão Johann Van Halbigg. Também integram o Circuito Cultural túmulos de importantes personalidades baianas, como Castro Alves, Otávio Mangabeira, Simões Filho e Lauro de Freitas.

Aberto ao público, o Circuito cultural é muito procurado por fotógrafos, pesquisadores e grupos estudantis, e está disponível a todos que apreciam arte e gostam de curiosidades. Totens informativos espalhados por todo o local contam com dados sobre as principais obras e simbologias.

A visita guiada de grupos, agendada por meio do Museu da Misericórdia, torna o passeio mais dinâmico e permite o esclarecimento de dúvidas, além do acesso a informações adicionais. O ingresso custa R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). Agendamento e mais informações: 71 2203-9830/9832.

Compartilhe
Tamanho do Texto
Deixe seu comentário
Circuito Cultural

O monumental Campo Santo é um dos mais antigos cemitérios de Salvador e considerado um verdadeiro museu a céu aberto, dada a riqueza e quantidade de manifestações artísticas expostas nos túmulos. A visitação a este "circuito cultural" pode ser acompanhada de um guia ou realizada de forma independente.

Cemitério Campo Santo
2016 - 2018. Cemitério Campo Santo. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital